Como contamos em outro post, depois de passar de 22 dias na Tailândia vivendo o dia a dia de Chiangmai e Koh Tao experimentando várias aventuras mergulhando, curtindo um snorkeling espetacular em águas cristalinas, hiking, e ainda descobrindo os segredos da arte na cozinha dos tailandeses com uma aula de culinária , decidimos ir para o Laos. Escolhemos Luang Prabang, o mais famoso destino turístico do país, para ser nossa próxima parada. Com hotéis de luxo, pousadinhas charmosas, hostels de mochileiros, spas, templos, feirinhas de rua, restaurantes top e muito, mas muito sossego, Luang Prabang, definitivamente, é uma cidade para relaxar. Para ir para o Laos, é preciso providenciar o visto. Para saber mais detalhes, acesse o post que fizemos sobre isso.  Mas antes, conheça melhor Luang Prapang.

Luang Prabang e a Segunda Guerra Mundial

Luang Prabang passou por inúmeras batalhas durante a Segunda Guerra Mundial e nos anos seguintes. A maioria delas pela conquista do território. Vários países chegaram a ocupar a cidade durante a Segunda Guerra por ter posicionamento estratégico no continente Asiático, entre eles França, Tailândia, Japão e China. Até os anos 70, Laos ainda era cenário de conflitos como por exemplo durante a Guerra Civil de Laos entre os anos 50 e 70 quando uma base aérea secreta americana foi descoberta em Luang Prabang. A monarquia no país foi dissolvida recentemente, em 1975 pelas forças comunistas de Pathel Lao com apoio norte-vietnamita. A partir daí, Luang Prabang deixou de ser a capital real.

Conhecendo um pouco mais

Luang Prabang, que já foi capital do Reino de Lan Xang, fica no centro norte de Laos e tem apenas 22 mil habitantes. Em 1995 a cidade foi considerada pela Unesco como Patrimônio Mundial por guardar viva a cultura, a religião e as belezas do País. A atividade do turismo é bem recente. Apenas em 1989 Luang Prabang começou a fazer parte do roteiro de viajantes. Ela inda guarda a influência francesa em muitos aspectos, como a arquitetura, por exemplo.

Cercada por montanhas e a 700 metros acima do nível do mar, a cidade é ladeada pelos rios Nam Khan e Mekong, rio que tem uma importância maior para a Ásia.

IMG_20170711_032918617_HDR (1)

Mekong, o Grande Rio

IMG_20170714_185500772_HDR

O Rio Mekong é o sétimo maior rio do mundo e está entre os 15 mais longos variando entre 4.350 e 4.990 quilômetros.

É o décimo mais volumoso do planeta.

O Mekong nasce no Tibet e banha ainda a China, Myanmar, Tailândia, Laos, Camboja e Vietnã.

Isso, faz dele uma importante via de transporte.

Bamboo Bridge

Nossa casa ficava bem próxima ao rio, há 5 minutos da Bamboo Bridge, que permite o acesso a Old City, onde a cidade ferve.

Para atravessar a ponte é cobrada uma taxa de 5.000kip, que dá direito a ir e voltar (você recebe um ticket que deve guardar para fazer o caminho de volta sem precisar pagar novamente).

A partir das 18h a travessia é de graça. Essa ponte tem algo bem particular e curioso..

IMG_20170719_064730
IMG_20170711_130241555 (1)

Ela permanece disponível durante cinco meses no ano. Nos outros meses, ela fica debaixo d´água, e para atravessar é preciso usar a Old Bridge (Ponte de Ferro) ou a New Bridge, ou ainda de canoa.

Como estivemos em Luang Prabang em julho, início da temporada de chuvas, tivemos a oportunidade de passar pela Bamboo Bridge por uns três dias.

Depois disso, o nível do rio subiu e a ponte foi sendo submersa. Foi incrível acompanhar esse processo.

E ainda, para ter a experiência completa, a gente conseguiu atravessar de canoa no último dia. Foi super legal!

Clima e Natureza

IMG_20170711_033226301 (1)

A natureza em toda a parte é exuberante. A vegetação é bem semelhante a do Brasil, por ser o clima de Floresta Tropical.

Vemos muitas flores e plantas parecidas com as nossas.

As estações se dividem em úmida, de abril a outubro e seca, de novembro a março.

Os meses menos quentes são dezembro e janeiro. E a riqueza da natureza proporciona uma programação extensa para os viajantes.

A cidade tem cascatas, cachoeiras de águas turquesa, trilhas em meio a floresta, fazendas de arroz para conhecer, retiro de elefantes, grupos de aula de culinária, além de atividades no Rio Mekong. Fomos conhecer as duas cachoeiras mais importantes e fizemos um post especial sobre isso. Enjoy!