Depois de 22 dias na Tailândia vivendo o dia a dia de Chiang Mai e Koh Tao com várias aventuras como mergulhosnorkeling em águas cristalinas, hiking e ainda uma aula super legal de culinária, decidimos ir para o Laos. Escolhemos Luang Prabang, o mais famoso destino turístico do país, para ser nossa próxima parada. Luang Prabang é Patrimônio Mundial pela Unesco e é uma cidade super charmosa. Preparamos um post especial com sugestões do que fazer em Luang Prabang. Este post que segue traz algumas informações práticas para você viajar para o Laos.  Lembando que poucas pessoas falam inglês em Luang Prabang. E as poucas que falam têm um acento próprio do idioma que atrapalha um pouco a compreensão. Mas, nada como paciência e bom humor, e um pouco de mímica não resolvam. 😉 Antes da viagem, é preciso providenciar algumas coisas.

Seguro

A primeira coisa depois de decidir viajar pra qualquer lugar do planeta, é o seguro. Nunca viaje sem! O nosso fizemos pela World Nomads.

Visto: Documentos Necessários e Taxa

Brasileiros precisam de visto para entrar no Laos. Quem chega por terra  precisa se informar como fazer, pois o processo é mais complexo. Como nós fomos de avião, vamos focar nessas informações. É preciso apresentar:

  • Foto 3×4 (ás vezes, eles aceitam a 4×6, tamanho do passaporte). Se não tiver foto, é cobrado na hora 1USD para scannear a foto do passaporte. Fizemos nossas fotos em Chiangmai, no Shopping Maya por 150Baht cada. Acho que qualquer loja de equipamentos fotográficos também faz esse tipo de foto.Passaporte com validade mínima de 06 meses e com, pelo menos, uma página em branco.
  • Taxa: 30USD por pessoa. O valor varia entre 20USD e 42USD conforme a nacionalidade do visitante. Leve trocado em Dólar. Pagando em Euro ou Baht, a conversão não é das melhores.
  • Formulário preenchido. Este formulário é entregue no check-in, dentro da aeronave e tem também lá na chegada para preenchimento na hora, antes de entrar na fila do visto.
IMG_20170719_022500058

No momento do check-in antes do embarque, a gente recebe um formulário para o Visa on Arrival (como falei, você pode pegar dentro do avião com as comissárias ou lá na chegada). Ao chegar no Aeroporto Internacional de Luang Prabang  vá direto para a fila identificada como Visa On Arrival, onde entrega os documentos, sendo formulário, passaporte e fotos. A segunda fila é para pagamento da taxa e a terceira fila é para conferência final dos documentos e devolução do passaporte com o visto. O visto de turista é válido por 30 dias. É possível escolher uma entrada ou múltiplas entradas. Os valores neste caso mudam. Escolhemos uma entrada.

Extensão de Visto

IMG_20170719_045650

Se você quiser ficar mais tempo no Laos, basta ir até o escritório de imigração em Luang Prabang e fazer a solicitação de extensão de visto.

Leve o passaporte e 1 foto 6×4. Lá, você paga algumas taxas: de serviços (3USD), aplicação (2.000kip), taxa de extensão de 2USD por dia.

Dinheiro

IMG_20170719_044625515

Não esqueça de fazer câmbio para a moeda local, o Kip. Para saber a cotação  e valores de conversão de moedas entre no link da Uol, que é o que sempre usamos. Você pode trocar dinheiro ou mesmo sacar em algum caixa ATM no aeroporto. Lembre-se, você vai precisar pagar o taxi.

O taxi do aeroporto até nossa casa, perto da Old City custou 80.000kip, pouco mais de R$42. Lembrando que existem muitos caixas eletrônicos e casas de câmbio espalhados na cidade.

Como chegar

Compramos nossos tickets pela Lao Airlines. O voo leva uma hora de Chiangmai até Luang Prabang. A chegada é no Aeroporto de Luang Prabang , que fica há 4km da cidade.

Algumas pessoas optam ainda em viajar por terra. Conforme o que pesquisamos e algumas pessoas locais nos disseram, a parte rodoviária é muito precária.

O mau estado de conservação das estradas tornam a viagem longa e perigosa. Mas, pra quem quer economizar também em hospedagem, existem ônibus noturnos.

Onde ficar

Luang Prabang tem uma lista de opções de hotéis de luxo, pousadinhas charmosas, hostels e hospedagens do Airbnb.
Ficamos hospedados do outro lado do rio, na parte de baixo do Rio Mekong. O Duda escolheu uma locação do Airbnb chamada Greenhouse. Era um estúdio com cozinha completa, o que sempre facilita na hora de reduzir gastos. Com cozinha, podemos preparar o café da manhã e outras refeições. O acesso para a Old City era muito fácil e tínhamos duas bicicletas á disposição. A proprietária também nos ajudou a providenciar taxi para sair e voltar ao aeroporto.

Organize sua viagem e aproveite essa cidade tranquila para relaxar e recarregar as baterias. Preparamos um post falando um pouco mais de Luang Prabang, cidade que foi eleita Patrimônio Mundial pela Unesco.  Aproveite a viagem!