Sempre repetimos que comer é uma questão muito particular. Mas uma coisa que recomendamos é que você abra seu coração e o espírito para o novo. É muito bom experimentar coisas novas nos lugares onde você está visitando. Na Ásia, este sentimento ganha ainda mais força por suas características singulares. Os temperos, os sabores, os ingredientes, os aromas… tudo chama a atenção e desperta a curiosidade. É realmente um mix de sensações que você precisa experimentar. Em Luang Prabang, Laos, existem ótimos restaurantes e de todas as faixas de preços. Pra quem “precisa” de uma comida ocidental, tem algumas opções também com restaurantes italianos, mexicano e de hamburguer. Como viajantes, sempre pesquisamos lugares que são citados e recomendados em sites de reviews. E assim, também gostamos de dividir com outras pessoas alguns lugares que conhecemos e aprovamos a comida. Alguns caros, outros baratos, e outros ainda muuuito baratos. Enfim, os que fomos e gostamos. Fizemos este post de gastronomia também em Chiang Mai  e Koh Tao, na Tailândia. Então, seguem algumas indicações nossas em Luang Prabang.  Mas antes, um pouco de história…

Cozinheiros Reais

Laos viveu no sistema de monarquia até recentemente, em 1975, quando o sistema de governo foi dissolvido pelas forças comunistas de Pathel Lao com o apoio norte-vietnamita. Até então, Luang Prabang era a capital real. Por isso, a arte dos sabores á mesa foi se aperfeiçoando para atender ás exigências da Realeza. A herança desda época é uma rica história artística e culinária. Entre os pratos típicos estão o
O-lam – é um ensopado com caldo grosso e pouco picante que leva carne de búfalo, carne de caça ou frango, lemongrass, berinjela, pimentão, cogumelos e ervilhas. É prato favorito dos moradores da cidade
Mok pa – peixe cozido no vapor embalado em folha de bananeira. Este eu comi e amei.
Musgo do Rio Mekong – servido frito com cheo bong, um molho de pimenta
Linguiça de Luang Prabang – feita de uma mistura de carnes.

Joli Pizza

Esta foi uma surpresa. O Duda já tinha visto a Joli Pizza  em outra ocasião quando passamos de scooter pela frente a caminho de casa. Em uma noite em que estávamos precisando de uma comida ocidental, lá foi o lugar. Além de restaurante, ele também tem uma hospedaria bem bacaninha, então, não é raro ver uma mesa com uma boa turma até tarde, só tomando Beerlao e jogando cartas.  Tem outras coisas no cardápio, mas optamos por pedir uma pizza. No cardápio, é possível escolher como montar uma pizza. O Duda, que é especialista com 25 anos de pizzaria, escolheu gorgonzola, mussarela e salame. Ótima. A massa fininha e o bom molho garantiram o selo de qualidade.

O valor da conta com a pizza mais dois refrigerantes ficou em 87.000kip, em torno de 35 Reais. Só oferece um tamanho de pizza (+/- 35 cm) e uma pizza é possível compartilhar entre duas pessoas.

Café Toui

O Café Toui é pequeno e bem charmoso. Fica na cidade velha, bem perto da escadaria que leva para a ponte de bambu. Saindo da ponte, é só subir reto. Ele tem uma Guest House também. A comida é orientada pelo próprio Toui. De entrada, ele nos serviu de cortesia duas cestas de arroz frito com um molho de tomates e mangericão levemente apimentado. O Duda pediu um Moo Pen Pak, que é um rolinho feito de bacon com vegetais servido com molhos. Custou 45.000Kip (+/-16 Reais). Demais! Mas, o meu prato estava de cinema. Pedi um Mok Pa, peixe fresco temperado com ervas (inclusive lemosgrass, ou capim limão, que deu um sabor exótico e todo especial) e leite de coco embalado na folha de bananeira, preparado no vapor. Esse prato é servido com arroz. Achei super saboroso! Delicadamente, um recado no cardápio avisa aos clientes que “tenha paciência, o prato leva 25 minutos para ficar pronto”. Mas, como a gente tinha a entrada e estava bebendo uma Beerlao, nem vimos o tempo passar. O meu prato custou 50.000kip, o equivalente a 20 Reais.

Café Croissant D´Or

O Café Croissant D´Or fica na rua principal. Este é um lugar bem custo-benefício. Eles têm o restaurante na rua principal que faz esquina com um beco. Então, tem também várias mesas ao ar livre nessa rua. Ele é bem procurado pelos backpackers, mochileiros em busca de economia na viagem. O Duda pediu um spring roll, e eu pedi um fried stick rice com abacaxi. Estava bem saboroso. Cada prato custou 8 Reais. Eles têm sucos e smoothies também, assim como todos os restaurantes da cidade, pela rica oferta de frutas tropicais.

Dyen Sabai

O Dyen Sabai é uma experiência! O lugar é exótico, com as mesas dispostas em diversos ambientes espalhados, que ficam em gazebos. Em alguns deles, é possível entrar no clima asian style e sentar sobre almofadas. Em outros, bancos para mais conforto dos ocidentais. A gente pediu a especialidade da casa, um Lao Foundue. Isso mesmo, foundue. Mas, não se precipite! O Lao Foundue é muito diferente do que nós conhecemos. Primeiro, o garçom tira uma parte da tampa da mesa abrindo um buraco e coloca um balde de cerâmica cheio de brasa dentro. Depois, traz uma panela que lembra o clássico gengyscan e coloca sobre a brasa. Ao redor, ele coloca uma sopa rala de cebola que vai ganhando corpo e mais sabor ao longo da refeição. E essa sopa foi o grand finale, pois fica super temperada com pedacinhos dos acompanhamentos do tal foundue e com muito sabor. Para acompanhar, uma cesta de vegetais, ovos, macarrão de arroz e de ovos e uma porção de carne de búfalo. Pedimos uma porção extra de porco, que pode ser de frango.

Como fomos no happy hour, o drink saiu pela metade do preço. É importante saber que se for época de chuvas, a partir de julho, quando a ponte de bambu sobre o Nam Khan River está inoperante, um barco do restaurante faz a travessia para os clientes.

É preciso pagar 5.000kip, que são descontados na conta do restaurante depois. Fica aberto das 8h ás 23:20

Street Food

Temos visto em todos os lugares na Ásia que a comida de rua é muito comum. Algumas barracas chegam a assustar pelo visual digamos… fora dos padrões da Vigilância Sanitária do Brasil.

Mas, muitas dessas barracas são ótimas. Além de servirem uma comida boa, barata e limpa, é uma forma de conhecer um pouco mais da cultura e gastronomia local. No final do Night Market, á direita, quase escondido tem um espaço só de alimentação.

Fervilhante, o lugar é coberto por uma lona baixa, mesas cobertas com banners velhos de publicidade, ventiladores estridentes e pessoas gritando por todos os lados. E comida, muuuuita comida. Por 15.000Kip (6 Reais), você pode comer á vontade, no melhor estilo buffet livre do Brasil.

Outros complementos são vendidos como os famosos espetinhos. É possível comer um peixe fresco assado por preços entre 15.000kip a 30.000Kip, dependendo do tipo e tamanho. Como estava muito calor, não comemos ali.

substiuit

A gente gosta de descobertas, então partimos para explorar e descobrir a barraquinha certa. É muito comum ver uma pessoa com um tacho de óleo borbulhante jogando coisas dentro, seja legumes, carne ou peixe  preso no bambu. Enfim, vale de tudo. A gente descobriu uma senhora que fritava umas coxas, coxinhas e asinhas de frango. Como a gente sabe que a alta temperatura do óleo mata tudo, essa “Tia da Coxinha” foi a eleita. Ela tem uma mesa improvisada na calçada e o tacho ao lado, onde prepara a carne empanada em panco (um tipo de farinha grossa de rosca) crocante e muito saborosa. Isso, com vista privilegiada do Rio Mekong. Enfim, as coxas de frango extremamente saborosas com molho de pimenta caseiro e uma Beerlao geladíssima foram a melhor refeição para um pôr do sol incrível no Mekong.

RedBul Sports Bar

RedBul Sports Bar é barzinho super descolado que fica em uma esquina privilegiada na rua principal da ilha. Como já tínhamos entregue a scooter que locamos, fomos de bike. Lá eles servem um ótimo hamburguer que vem em combo com uma porção de batatas fritas e uma caneca de chopp. Esse prato custa 49.000kip (19 Reais). E o chopp é promoção a noite toda. Pede um e o outro é grátis. Preço: 2 chopps por 10.000kip (2 Reais cada). O lugar ainda tem lounge, mesa de sinuca e se quiser sentar no balcão, ainda bate um papo com o barman. Na noite em que estivemos lá, estavam transmitindo a final do Torneio de Wimblendon, em que Federer foi campeão. Lá tem TVs e transmitem diversos esportes. No final, nossa conta para 2 combos de hamburguer/batatinha/chopp, mais três chopps cada um deu 138.000kip, ou 55 Reais, total.