* Este post tem informações práticas que você precisa saber antes de viajar para Lombok. Para facilitara leitura, dividimos as informações em duas partes. Você pode acessar aqui a Parte 1. Leia, imprima e leve com você. É sempre bom estarmos munidos de informações para que a viagem tenha 100% de aproveitamento.

Antes de partirmos para a parte informativa, vamos falar um pouco mais sobre Lombok, essa ilha tão linda quanto a vizinha Bali e que está se tornando alvo de interesse dos turistas. Como comentamos na Parte 1 deste post, Lombok tem diversos atrativos. Natureza exuberante, praias lindas, mergulho, golf, trekking no Mount Rinjani, o segundo maior vulcão da Indonésia (e que está ativo!), além de uma ótima estrutura hoteleira. E, o melhor, é mais tranquila e tem preços em torno de 40% mais baratos que Bali. Lombok tem três distritos principais com três capitais, sendo Mataram (oeste), Praya (centro) e Selong (leste). A parte mais agitada é em Mataram.

Clima & Quando Ir

Lombok tem duas estações. A estação úmida é de novembro a maio e a estação seca de maio a outubro. A melhor época para ir é no mês de maio, quando o clima é ´mais equilibrado. Agora, em julho, o clima tem variado com alternância de momentos ensolarados e alguma chuva leve e passageira. A umidade aumenta a sensação de calor, mas em alguns pontos da ilha a brisa do mar deixa o clima bastante agradável.

População

Os habitantes locais de Lombok são Sasaks e são a maioria dos moradores da ilha, com 70% do total, formados por grupos étnicos, chineses, árabes e javaneses. A língua falada é a Bahasa Indonésia. Muitas pessoas, principalmente na rede de serviços, hotéis e restaurantes, por exemplo falam inglês. Quem não domina o inglês, se esforça pra se comunicar com os turistas. Afinal, a linguagem da cortesia, hospitalidade e bom humor é universal!

Religião & Comportamento

IMG_20170726_105735146 (1)

A grande maioria é muçulmana, mas outras religiões são praticadas também. Sobre o que vestir, por ser uma ilha turística, não existe uma grande restrição para as roupas como existe na Tailândia, por exemplo.

Mas, se você for conhecer alguma aldeia, use roupas longas como saias ou calças compridas ou bermudas até o joelho e blusas com mangas longas.

Os Sasaks mantêm sua tradição e costumes religiosos e também é uma questão de respeito você se cobrir um pouco se não estiver na praia ou piscina. Não use shorts muito curtos, nem tops que mostrem a barriga ou decotes muito profundos ao circular pela cidade, como temos o costume em cidades litorâneas no Brasil.

* Importante e indispensável: Se você visitar a ilha durante o Ramadã (que é o mês religioso muçulmano), não coma, beba ou fume em público durante o período (exceto em restaurantes, é claro!). Este é o período de jejum para eles.

Onde ficar

Lombok tem uma grande oferta em resorts de luxo, hotéis, hostels para viajantes mais econômicos e hospedagens pelo Airbnb. Como na maioria das vezes, escolhemos alugar pelo Airbnb.  Essa nossa escolha tem base nas facilidades que este tipo de hospedagem oferece. No nosso caso, escolhemos sempre uma casa ou apartamento com cozinha completa, boa internet para podermos trabalhar em contato com o Brasil, ar condicionado e cama king (porque o Duda é um gigante de quase dois metros e não cabe em camas menores. Rsrs). Em Lombok nos hospedamos em uma casa simples mas espaçosa.  Tinha dois quartos, cozinha (faltou um pouquinho de louça, mas logo nos viramos), o fogão é top, bebedouro com água mineral gelada, normal e quente, um banheiro e wifi. O valor que pagamos foi R$55 por dia. R$378 para sete dias. Os proprietários moravam na casa ao lado e nos ajudaram com dicas sobre onde comer, passeios e até providenciaram o aluguel da moto e a lavanderia para renovarmos nossa mochila.  Della, a proprietária, levou nossas roupas para que lavassem. Para quatro quilos, pagamos R$8,00. A roupa veio super bem lavada e passada.

Chip para celular e Internet

Não compre no aeroporto, pois os preços chegam a ser até quatro vezes mais caros, além dos vendedores não explicarem com clareza como funcionam exatamente os planos. Deixe para comprar na cidade, onde os preços são melhores e você vai ter tempo e disposição para escolher o melhor plano para sua necessidade. Existem diversos tipos e valores, que variam conforme a faixa de horário em que você vai utilizar e a finalidade (Facebook, Instagram, acesso a internet, serviços de GPS/Mapas, mensagens, etc…).

Como se locomover

IMG_20170726_123504576

Para explorar Lombok é preciso estar motorizado. Você pode alugar uma scooter (os preços variam entre 40.000Rp e 60.000Rp por dia), de carro alugado ou mesmo taxi.

Nós preferimos a scooter, sempre com capacete. A mão é inglesa e exige extrema destreza, principalmente se você optar pela moto.

IMG_20170726_122401051
IMG_20170726_121227270 (1)

A pista principal da ilha está em ótimas condições. Já as vias que dão acesso ás regiões internas da cidade são de areia ou calçamento e nem todas oferecem segurança. Mais um motivo para redobrar os cuidados.

Se você preferir curtir o visual sem se preocupar, pode também contratar carro com motorista. Todos os serviços podem ser acessados pelos hotéis, pousadas ou mesmo nas agências de turismo espalhadas pela ilha. É importante pesquisar preços antes.

Bebidas alcoólicas

Por lei, não é permitida a venda de bebidas alcoólicas em supermercados (exceto nos maiores), delis, lojinhas de conveniência ou mini mercados. Mas… se você ama vinhos como o Duda, fique calmo. A gente descobriu o mapa da mina em Lombok e se chama Lombok Coconut Wine Station.  Além de oferecer espumantes, tintos, brancos em rótulos australianos, sul africanos, franceses, italianos, chilenos entre outros, o lugar é super descolado e tem espaço para você degustar vinhos por lá mesmo. Tem destilados também. Dica: Lá tem pack de 3 litros com torneira. Os preços partem de 250.000 Rúpia Indonésia (o equivalente a 45 Reais ou +/- 28/USD na cotação do dia). Os restaurantes vendem bebidas normalmente aos seus clientes.

Segurança

Na Ilha existe uma polícia especial para atender ao turista. No geral, Lombok é segura. Como em qualquer lugar para onde você viaja, esteja sempre atento para não se expor a perigos. Evite circular sozinho tarde da noite, principalmente se você está hospedado em regiões mais afastadas, cuide sempre de seus pertences e documentos, tenha sempre em mãos o endereço de sua hospedaria, e não se meta em confusão com residentes e outros turistas. Estude e respeite os costumes do povo do seu destino. Na Indonésia, os códigos de postura são rígidos, respeite. Não beba em excesso ao circular na rua. Procure contratar serviços de empresas autorizadas e conhecidas e isso vale também para postos de combustíveis (na rua, vendem garrafas de gasolina por 20.000Rp o litro, enquanto nos postos você paga pouco mais de 6.000Rp). Drogas, esqueça. O tema é tratado no país com a maior severidade. Para quem é flagrado mesmo com pouca quantidade de drogas – qualquer que seja o tipo!, a pena é de cinco anos de prisão. Se for pego vendendo, a pena é de morte. E não existe recurso. Então, para seu bem, respeite as leis.

Este post, assim como o anterior Parte 1, foi mais prático e informativo. Muitos outros posts com dicas bacanas de programações em Lombok virão. Acompanhe o site do blog e também nas mídias sociais. O Instagram é a.melhorviagemdomundo. Se você também tiver dicas de Lombok e quiser compartilhar através do blog para ajudar outros viajantes, fique á vontade. Afinal, este espaço é de todos nós! Você pode mandar suas fotos para o e-mail contato@amelhorviagemdomundo.com.br. Enjoy!!